Cidades

Homem tem prisão preventiva decretada após matar ex-mulher a facadas no DF

juíza Maryanne Abreu, disse que o crime foi cometido com extrema violência

diario da manha
Rosileia Pereira Freitas, 36, foi morta pelo ex-marido a facadas

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) converteu a prisão em flagrante de Diego Nunes Freitas, 40 anos, em preventiva. Ele é acusado de matar a ex-companheira, Rosileia Pereira Freitas, 36, a facadas no dia 13 de fevereiro, em Taguatinga. Segundo a mãe dela, a filha foi casada com Diego por 20 anos e o casal teve dois filhos. As informações são do Metrópoles.

Na decisão, que foi divulgada nesta terça feira (23), a juíza Maryanne Abreu, disse que o feminicídio foi cometido com extrema violência. “Os fatos ocorreram em via pública, revelando destemor do autuado. A vítima levou as facadas na presença de sua genitora. Tais circunstâncias revelam a gravidade concreta da conduta, a periculosidade e frieza do autuado”, afirmou a magistrada

Crime

A mãe de Rosileia presenciou o momento em que a filha foi morta. À polícia, Maria Helena Pereira Freitas, relatou que viu a filha ser abordada e esfaqueada cerca de 30 vezes. Segundo ela, por volta das 16h, chegou de Formosa (GO) com a filha. As duas estavam na calçada de casa quando Diego as viu e foi correndo atacar Rosileia. Com uma faca, o homem desferiu vários golpes no pescoço e nas costas da vítima.

Ainda de acordo a mãe de Rosileia, mesmo com a mulher caída ao chão e sem qualquer reação dela, Diego sentou em cima do corpo e continuou cometendo a agressão. Maria Helena contou que gritou pedindo para o acusado não fazer aquilo, porém as agressões só sessaram porque um rapaz, que passava na rua, bateu nele com uma barra de ferro.

Vizinhos que testemunharam o crime acionaram a Polícia Militar. Câmeras de segurança registraram o momento que o acusado ataca a vítima. Ele foi preso em flagrante e vai responder pelo crime de feminicídio, com pena que varia de 12 a 30 anos de prisão.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Comentários