Cidades

Novo Marco do Saneamento Básico será pauta da terceira edição do Fórum Goiás de Debate

Evento contará com a organização do Fórum de Habitação de Goiás, Fórum Empresarial e Associação Goiana de Municípios

diario da manha

Os representantes de oito órgãos integrantes do Fórum de Habitação de Goiás, do Fórum Empresarial do Estado de Goiás e da Associação Goiana de Municípios (AGM) discutiram, nesta quarta-feira (13), a realização da terceira edição do Fórum Goiás de Debate, a ser realizado no mês de fevereiro, com o tema “Repensando o Saneamento Básico Municipal à Luz do Novo Marco Legal”.

A definição do tema do evento aconteceu após uma reunião com o presidente da AGM, Paulo Sérgio Rezende, na sede do Sindicato das Imobiliárias e Condomínios do Estado de Goiás (SecoviGoiás), na qual foram discutidas as temáticas e os trâmites para viabilizarem o evento, que deve acontecer com palestrantes e representantes municipais de forma mista; virtual e presencial.

De acordo com o superintendente do SecoviGoiás, Francisco Lopes, os representantes das entidades classistas se comprometeram a viabilizar a realização do evento com o intuito de conscientizar os gestores públicos municipais sobre a possibilidade dos municípios pequenos participem, coletivamente, de grupos criados pelo Estado; de contratar serviços de coleta e de tratamento de esgoto de forma conjunta e outros assuntos da área.

O objetivo do evento será o de conscientizar os gestores municipais sobre os impactos da nova lei, em vigor desde o início deste ano, e que confere importância ao setor de saneamento até então esquecido. Com a nova legislação haverá mais cobranças em relação à infraestrutura e que passam a ser de responsabilidade dos municípios, que detêm o poder concedente, pois são titulares do serviço de saneamento básico.

“O evento servirá para iniciarmos o debate com os prefeitos goianos a fim de melhorar a gestão do saneamento, buscando alternativas legais para dar maior eficiência em todo sistema”, destacou o superintendente.

O tema, inclusive, está na pauta das reuniões do presidente da AGM, Paulo Sérgio Rezende, que também está comprometido com a realização do evento, que vai trazer a “luta dos municípios” e debater o tema. “Nossa luta é para garantir aos municípios as melhores condições de implantação do saneamento básico e da destinação dos resíduos sólidos”, comenta o presidente

Comentários