Cidades

Médico diz que posse de Maguito na UTI 'não será possível'

O objetivo, segundo o pneumologista Rabahi é evitar a exposição para manter uma boa recuperação

diario da manha

Mesmo com a permissão da posse remota para vereadores, prefeito e vice de Goiânia (GO), o pneumologista Marcelo Rabahi que acompanha o caso do prefeito emedebista eleito, Maguito Vilela, diz que, do ponto de vista médico, a posse no hospital provavelmente não será possível.

Em entrevista ao “O Popular” Rabahi esclarece que Maguito ainda está em recuperação e o objetivo é que não ocorra nenhuma exposição do paciente como em filmagens.

Afim de resolver o modelo de posse, o grupo político e aliados do emedebista marcaram uma reunião para essa manhã, também com o aval da família. Segundo informações, a equipe jurídica dos grupos envolvidos também participarão da reunião.

Ainda na reportagem, vereador e vice-prefeito Rogério Cruz (Republicanos) afirma que caso ocorra mesmo a posse, Maguito deve pedir licença do cargo para continuar o tratamento. Com isso Rogério assumirá o Paço Municipal interinamente.

A posse de Maguito Vilela, segundo Rogério, provavelmente não terá a sessão solene transmitida e será outorgada por meio de assinatura digital.

Comentários