Cidades

Suspeito de matar mulher com golpes de marreta é preso

A mulher foi assassinada no pasto da chácara onde família morava a golpes de marreta. Suspeito disse a Polícia Civil que agiu por ciúmes

diario da manha
Foto: Reprodução/TV Anhanguera

No último domingo (13), um homem foi preso na cidade de Vila Boa, no Entorno do Distrito Federal, suspeito de matar sua esposa a golpes de marreta. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito alegou ter sido motivado por ciúmes. O crime aconteceu na chácara onde família morava.

Segundo as informações do delegado responsável pelo caso, Bruno Ramos Mandes, o casal teve uma discussão na noite anterior e na manhã do crime o suspeito disse a mulher que iria trabalhar como era de costume mas, no entanto, ficou esperando ela sair para ordenhar as vacas e desferiu os golpes com uma marreta que à levaram ao óbito.

“Ele saiu, como todas as manhãs, dizendo que ia trabalhar numa indústria de álcool da região. Só que não foi e ficou aguardando ela. A mulher, também como fazia diariamente, foi até o pasto para recolher as vacas e ordenhá-las no curral, mas foi surpreendida pelos golpes”, diz.

Conforme a Polícia Civil, o homem que não teve a identidade divulgada, alegou ter agido por ciúmes. “Ele confessou o crime, mas estava apático. Disse que matou por ciúmes, que estava ‘cego de raiva’. Ele não estaria aceitando que ela estava com um celular para usar as redes sociais e conversar com familiares”.

Após cometer o crime, o suspeito teria ligado para o irmão que acionou a Polícia Militar depois de ouvir o relato do homem. Ao chegar ao local os policiais o encontraram com uma espingarda. Ele mostrou aos agentes onde estava o corpo e a arma (marreta) que foi supostamente utilizada no crime.

O suspeito preso em flagrante tinha três filhos com a vítima com idades entre 3 e 15 anos. Agora ele deve responder por feminicídio, com pena prevista que pode chegar a 30 anos de reclusão.

*Com informações do G1.

Comentários