Cidades

Mais de dois mil comprimidos de rebite são apreendidos pela PRF

Durante vistoria na BR-153 a corporação parou dois caminhoneiros que estavam com seis cartelas de comprimidos. Eles indicaram ter conseguido as cartelas em um restaurante, próximo da rodovia. A polícia localizou outras 128 cartelas de anfetaminas no estabelecimento

diario da manha
Foto: Reprodução/PRF

Após fiscalização na BR-153 em Uruaçu, Goiás, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 2.010 comprimidos de anfetaminas, substância conhecida popularmente como rebite. Durante vistoria na rodovia a corporação parou dois caminhoneiros que estavam com seis cartelas de comprimidos. Eles indicaram ter conseguido as cartelas em um restaurante, próximo da rodovia. A polícia localizou outras 128 cartelas de anfetaminas no estabelecimento. Os motoristas, o dono e o funcionário do restaurante foram conduzidos para a Polícia Civil (PC) em Uruaçu.

Foto: Reprodução/PRF

De acordo com a PRF, os caminhoneiros foram parados para vistoria pela polícia por voltas das 2h. Eles transportavam melancias com destino à Brasília e São Paulo. Durante a abordagem, eles informaram que conseguiram as seis cartelas de anfetaminas minutos antes em um restaurante, às margens da rodovia. Segundo a PRF o local é alvo de outras denúncias de comercialização de ilícitos.

Foto: Reprodução/PRF

Assim que chegaram ao estabelecimento, a polícia identificou os suspeitos indicados pelos caminhoneiros. No entanto, ao perceber a presença da equipe policial, um dos homens, o proprietário do restaurante, tentou fugir para dentro do local, mas foi detido.

Os policiais encontraram as 128 cartelas de anfetaminas em uma gaveta perto do caixa. O prejuízo estimado aos suspeitos atinge aproximadamente R$ 3,5 mil.

Conforme a corporação, o princípio ativo anfetamínico existente nos comprimidos conhecidos como “rebite” provoca efeito de inibição do sono. Portanto, sendo bastante utilizado por transportadores de carga para manterem-se mais tempo acordados e percorrerem longas distâncias. Entretanto, a comercialização é proibida no país, elencado como substância controlada, configurando o crime de tráfico de drogas.

Comentários