Cidades

Suspeitos de homicídios em Goianira morrem em confronto com a ROTAM

diario da manha

Dois suspeitos que podem ter participado de um duplo homicídio envolvendo dois adolescentes, de 16 e 17 anos respectivamente, na praça do setor Cora Coralina, em Goianira, no último sábado (1), morreram em confronto com a equipe das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (ROTAM) e um terceiro acabou preso pela equipe policial durante tentativa de fuga.

O DM Online entrou em contato com o Tenente-Coronel Bastos, que deu mais detalhes sobre a ação policial. De acordo com o Tenente Coronel, um menor chegou a ser levado para a delegacia, e já pode ter sido liberado, pois não houve flagrante, e salientou que o menor citou o nome de outros três envolvidos.

De posse desses nomes, a polícia iniciou as buscas pelos suspeitos, que ao encontrarem com a equipe policial trocaram tiros com os policiais. Durante o confronto, dois suspeitos do crime acabaram mortos. Segundo o Tenente-Coronel um terceiro indivíduo tentou fugir por cima do telhado das casa da vizinhança, mas acabou preso pela equipe policial.

Ainda conforme as equipes envolvidas na ocorrência, foi identificada a pessoa que emprestou o carro para o grupo e que deverá ser ouvido pela polícia.

Conforme o Tenente-Coronel, os envolvidos pertencem a uma facção criminosa e estariam envolvidos em outros homicídios na cidade. Durante a ocorrência foram apreendidos dos revólveres calibre 38, um carro do modelo Renault Sandero/Branco, cinco peças de maconha, porções de cocaína e de crack.

Adolescentes mortos em praça de Goianira

Na noite do último sábado (1º/8) dois adolescentes foram mortos a tiros na praça do Setor Cora Coralina, em Goianira. Conforme as informações divulgadas pela Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), os dois rapazes com idades entre 16 e 17 anos, estavam sentados em um banco da praça quando foram alvejados pelos suspeitos, que fugiram do local em seguida.

Conforme divulgado pela polícia as vítimas não tinham qualquer relação com o crime, ou passagem pela polícia. A motivação do crime até o momento é desconhecida e o caso investigado pela PC.

Comentários