Cidades

Previsão de retorno com aulas remotas em escolas públicas e particulares

A previsão momentânea é que as aulas presenciais recomecem à partir de setembro, mas aguardam nova avaliação. O padrão seguem recomendações feitas por Comitê de Combate ao coronavírus

diario da manha

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), considerou com ênfase em nota técnica expedida pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), prorrogar a volta dos estudos presenciais, com o propósito de coibir a proliferação do coronavírus.

As atividades nas redes pública e particular do estado de Goiás, reiniciam nesta segunda-feira (3), mas de forma virtual. Inicialmente a medida deve durar até o dia 31 de agosto, entretanto, os representantes da área devem se reunir em cerca de duas semanas para novas diretrizes.

Segundo o site G1,em nota divulgada pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública para o novo coronavírus (COE -nCov), sugeria que as aulas presenciais continuassem vetadas até o final de agosto, em consequência do aumento no número de casos registrados de covid-19 em julho.

Conduta para a reintegração das aulas

O documento em estudo propõe, entre várias condutas, o retorno às atividades nas instituições de forma gradual, começando por 25% da quantidade de alunos, para assegurar a estabilização de todo o protocolo.

A proposta às escolas é que escolham sempre que possível e em acordo com o Protocolo Pedagógico de cada instituição, o planejamento de atividades ao ar livre e em locais mais arejados da instalação.

Segundo o protocolo, pais ou responsáveis devem higienizar com frequência os pertences pessoais das crianças, antes e após o período de presença na escola ( mochilas, garrafas plásticas, copos, lancheiras, toalhas, estojos, uniformes e demais materiais.

As regras

•Limitar o número máximo de alunos em sala, obedecendo o distanciamento de 1,5 metros entre eles e demarcando no chão o local de cada carteira;

•O distanciamento entre pessoas em qualquer ambiente da instituição deve ser no mínimo 1,5 metros;

•Evitar que alunos de uma turma tenha contato com alunos de outras turmas, modificando horário de acesso, saída e recreios;

•Escaloamento de horários de chegada e saída de acordo com a realidade de cada escola, objetivando evitar aglomerações na recepção e saída dos alunos e utilizando, quando existirem, múltiplas entradas/ saídas.

•Aferir com termômetro infravermelho a entrada de funcionários colaboradores, alunos e visitantes; •Não permitir acesso a unidade de pessoas sem máscara ou com o uso inadequado das mesmas;

•Se for confirmado caso de covid-19, as aulas serão suspensas de dois a cinco dias.

Comentários