Cidades

Prefeitura vai recorrer da decisão que suspendeu abertura de Shoppins e galerias

diario da manha

A Prefeitura de Goiânia vai recorrer da decisão liminar, publicada na noite do último domingo (21/6) que permitia a reabertura de Shoppings e galerias a partir desta segunda-feira (22).

A decisão de recorrer da liminar foi tomada no fim dessa tarde, após uma reunião do procurador do município com o prefeito de Goiânia, Iris Rezende Machado (MDB).

Na ultima sexta-feira (19) o Paço Municipal publicou o decreto que permitia aabertura de partes do comércio na capital como shoppings, galerias, diversos profissionais liberais e cultos em igrejas duas vezes por semana na capital.

Entretanto o Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO) entrou com uma ação liminar, para suspender o decreto municipal. O pedido do MPGO foi acatado pelo Tribunal de Justicado Estado de Goiás (TJGO) na noite de ontem e suspendeu o decreto.

Na decisão o juiz plantonista que determinou a suspensão do decreto, alegou que o Centro de Operações de Emergência (COE) em Goiânia é o responsável por indicar qualquer mudança para reabertura do comércio nos decretos municípios, sendo órgão técnico responsável pir determinar a possibilidade de reabertura ou não de parte do comércio, por meio de estudos técnicos envolvendo os riscos de contaminação da Covid-19.

Após a suspensão do decreto por meio de ação judicial, o prefeito Iris Rezende se reúniu na tarde de hoje, que determinava se a Prefeitura iria seguir a decisão, publicar um novo decreto em conjunto com o MPGO e o COE ou entrar com um recurso contra a decisão.

Segundo levantando pelo DM Online a decisão ao final foi recorrer da liminar que suspendeu a aberturas dos ramos do comércio que seriam reabertos por meio do decreto municipal do último dia 19.

Comentários