Cidades

Presos suspeitos de receber auxílio emergencial indevido

98 pessoas foram presas e outros 15 suspeitos já estavam presos quando receberam o benefício

diario da manha

A Polícia Civil cumpriu mandados de prisão contra pessoas que receberam indevidamente o auxílio emergencial do Governo Federal, disponibilizado no período de enfrentamento à pandemia do coronavírus. Mais de 100 pessoas que já portavam mandados de prisão em aberto foram presas e outros 15 suspeitos já estavam presos quando receberam o benefício.

Mais da metade dos presos assumiram ter recebido a primeira parcela do auxílio emergencial. A maioria deles recebeu R$ 600, mas houve casos em que os suspeitos receberam R$ 1.200 em uma única parcela.

Para cumprir os mandados de prisão, a Controladoria-Geral da União (CGU) disponibilizou uma relação com os nomes dos indivíduos com a Polícia Civil. A Operação Voucher contou com 300 policiais civis e 80 viaturas.

Após o cumprimento dos mandados, os presos foram ouvidos em Termos de Declaração que serão encaminhadas para a Polícia Federal para tomar as providências legais. Os presos são suspeitos de cometerem os crimes de falsidade ideológica e estelionato.

Comentários