Cidades

Mulher contaminada por Covid-19 cospe em policiais durante prisão

A mulher foi presa por danificar uma viatura durante ocorrência e ciente de portar o novo coronavírus ela cuspiu em agentes da Polícia Civil.

diario da manha
Foto: Reprodução

Na última segunda-feira (25), uma mulher de 20 anos foi presa em Paranoá, região administrativa do Distrito Federal (DF), por danificar um carro da Polícia Militar. Após ser encaminhada para a 6ª Delegacia de Polícia ela pagou fiança e antes de deixar o local ela – que alegou estar com coronavírus, cuspiu nos agentes e tentou agredi-los.

A mulher foi detida por danificar o carro da polícia que atendia a uma ocorrência de violência doméstica na casa onde a jovem reside. Houve uma denúncia de agressão por parte da irmã dela contra o marido da suspeita. As duas irmãs começaram a brigar após a chegada da polícia e durante a confusão ela foi levada pelos policiais.

Na delegacia a mulher de 20 anos afirmou estar com Covid-19. Após pagar a fiança por danificar um bem público ela estava liberada. No entanto, antes de sair da delegacia a jovem começou a agredir os agentes. Jane Klebia, delegada-chefe afirmou, “antes de sair  ela passou a desacatar os policiais civis e tentou agredir uma policial”.

Nesse momento, de acordo com a delegada ela cuspiu várias vezes em uma agente, atingindo dois profissionais. Novamente a jovem foi presa por desacato e resistência. Ao voltar para carceragem foi realizado um teste para detectar o vírus Sars-CoV-2  e o resultado foi positivo.

Agora a mulher deve responder pelos crimes de negligência aos cuidados sanitários, com perigo de contágio e pela tentativa de contaminar os policiais, a pena prevista pode chegar a cinco anos de reclusão. Os profissionais atingidos foram afastados e toda a equipe deverá ser testada para o coronavírus.

*Com informações do Correio Braziliense. 

Comentários