Cidades

Delegado é baleado e modelo morre em apartamento em SP, segundo policiais

A suspeita, segundo a Polícia Civil, é de que houve um tiroteio durante uma briga do casal. Os investigadores suspeitam de feminicídio. No entanto, existe outra hipótese: a de que ela teria tentado matá-lo e ele se defendeu

diario da manha
Foto: Arquivo Pessoal

Foi encontrado baleado nesta quarta-feira (20) em um apartamento em São Bernardo do Campo, São Paulo, o instrutor de tiros e delegado da Polícia Civil (PC) Paulo Bilynsky. No local foi encontrada morta e com marcas de tiro a modelo Priscila Delgado de Barros. De acordo com policiais militares que estiverem no endereço, Priscila tinha um relacionamento com o delegado. As informações foram publicadas por Luís Adorno com colaboração de Nathan Lopes, no UOL.

A suspeita, segundo a PC, é de que houve um tiroteio durante uma briga do casal. Os investigadores suspeitam de feminicídio. No entanto, existe outra hipótese: a de que ela teria tentado matá-lo e ele se defendeu, como aponta o site.

Conforme a reportagem, os tiros atingiram dedo, perna e abdômen do delegado, como pontuaram policiais civis. O casal foi socorrido e levado ao Hospital Green Line.

De acordo a matéria, colegas de trabalho apontaram que Paulo Bilynsky está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e que o estado de saúde é grave, já que perdeu muito sangue.

O UOL realçou que o delegado é conhecido nas redes sociais por defender o uso de armas para proteção de vidas.

Comentários