Cidades

Professor da UFG tenta voltar ao Brasil, mas é impedido de deixar o Peru

Embaixada trabalha para conseguir repatriar educador e outros brasileiros que estão presos no país

diario da manha
Foto: Reprodução

O professor de Farmácia da Universidade Federal de Goiás (UFG) Edemilson Cardoso, está tentando retornar ao Brasil, desde o último domingo (15), mas vem sendo impedido de deixar o país que decretou situação de emergência sanitária, em função do coronavírus, o covid-19.

O educador que procurou os meios de comunicação para buscar uma solução para o problema, conversou com a equipe do DM Online e deu detalhes sobre o que está havendo no Peru.

De acordo com o educador estão presos no país sul-americano mais de 3.700 brasileiros, que estão impedidos neste momento retornar ao Brasil. Inicialmente o educador buscava o apoio do Itamaraty para resolver o impasse.

“Nós descobrimos agora a tarde que a embaixada brasileira está trabalhando para repatria-nos, então agora depende das negociações do governo peruano com as companhias aéreas”, afirmou o professor.

Conforme o educador, o governo peruano baixou um decreto na tarde de hoje autorizando o repatriamento dos brasileiros que estão presos no Peru. O professor ressaltou que embora o decreto tenha sido baixado, os aeroportos no país estão fechados, por isso depende da negociação entre governo peruano e companhias aéreas para conseguir voltar ao Brasil.

Comentários