Cidades

Neurocirurgião do Hugo alerta sobre os perigos do “desafio da rasteira”

diario da manha

Uma nova brincadeira feita principalmente entre adolescentes no ambiente escolar está virando “febre” e preocupa pais, professores e profissionais de saúde pelos riscos de queda e até de morte.

No “desafio da rasteira”, ou “quebra-crânio”, como a iniciativa tem sido chamada, duas pessoas pedem a uma terceira para dar um pulo e, quando a vítima está no ar, as outras a derrubam com um pontapé.

Já são inúmeros vídeos compartilhados nas redes sociais. Boa parte das filmagens se passa em colégios, em plena volta às aulas. Fica o alerta a pais e educadores sobre os ricos desse jogo.

Alerta

O neurocirurgião Marcos Spadoni, coordenador da neurocirurgia do Hospital de Urgências de Goiânia Dr. Valmdemiro Cruz (Hugo), alerta que uma queda desse tipo pode inclusive levar a morte. “É uma brincadeira de mau gosto, extremamente perigosa, que pode gerar lesões neurológicas temporárias, sequelas severas ou até mesmo a morte”, explica.

O médico pontua os riscos: “Esse impacto do crânio no chão pode causar fraturas simples, desmaios, lesões na coluna e até mesmo traumatismo craniano. Na coluna, há riscos de comprometer a medula espinhal, ocasionando um deficit definitivo no paciente. Nos casos mais graves podem ocorrer lesões neurológicas que podem ocasionar morte”, pontua.

Marcos Spadoni finaliza alertando os pais e educadores para o monitoramento e inibição desse tipo de “brincadeira”.

“É importante que os pais, educadores, proprietários de clubes e de escolas do Brasil inteiro alertem os jovens sobre os riscos e proíbam a brincadeira para evitar o maior tipo possível de machucado nessas crianças”, afirma.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO