Cidades

Vigilante penitenciário morre em acidente, em Luziânia

Colega que estava no carro com Alexander, conseguiu se soltar do cinto e teve ajuda de testemunha para ser socorrida

diario da manha

O vigilante penitenciário temporário (VPT) Alexander Amaral da Silva, de 33 anos morreu, após o carro que conduzia cair de uma ponte na GO-010, sobre o Rio Corumbá, na tarde da última quarta-feira (15/1).

Além de Alexander uma colega de trabalho que estava com ele no momento do acidente, conseguiu se salvar, e foi resgatada com ferimentos leves pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO).

Conforme as informações publicadas pelo portal de notícias G1, o vigilante e a colega se envolveram em um acidente com um caminhão. Antes do veículo que Alexander estava cair da ponte, o carro do modelo Ford Ka, em que as vítimas estavam bateu na traseira de um caminhão, sobre a ponte do Rio Corumbá, na Zona Rural de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal (DF).

Vigilante ficou preso ao cinto de segurança do carro

De acordo com os bombeiros, o carro que era conduzido pelo servidor, após a batida arrebentou a lateral da ponte e caiu no rio, afundando logo em seguida, o vigilante ficou preso ao cinto de segurança e morreu no local. A mulher que estava no banco do passageiro conseguiu destravar o cinto e sair do carro, e contou com o auxílio de pessoas próximas para nadar até a margem do rio e ser socorrida.

A equipe dos bombeiros que atendeu a ocorrência encontrou o carro que Alexander estava aproximadamente 40 minutos depois das buscas iniciadas, o veículo estava a 12 metros de profundidade e foi içado do rio com o corpo do vigilante dentro do carro.

Em nota a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) lamentou a morte do servidor, que trabalhava há um ano na corporação.

A DGAP afirmou que Alexander pertencia ao quadro de funcionários lotados na Unidade Regional de Vianópolis, que compõe à 4ª Coordenação Regional Prisional.

*Com informações do G1

Comentários