Cidades

Aposentados continuam na ativa

Supermercado contrata profissionais experientes para agregar conhecimento e qualidade no atendimento

diario da manha

Hoje é comum trabalhar mesmo após se aposentar. O número de aposentados e pensionistas no Brasil ultrapassou a marca de 30 milhões de pessoas, dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), referente a 2018, divulgada pelo IBGE.

Na próxima sexta-feira (24) é celebrado o Dia Nacional do Aposentado, segundo levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) realizado em todas as capitais brasileiras, 21% desse público continua trabalhando. Dos entrevistados em pesquisa, 48% disseram que querem se sentir produtivos nessa fase da vida e 46% buscam manter a mente ocupada.

O levantamento ainda mostra que nove em cada dez idosos contribuem para o orçamento familiar, sendo que 43% são os responsáveis pelo sustento da família.

Embora atuem ativamente, 43% afirmaram que tiveram dificuldades para conseguir uma oportunidade, principalmente por enfrentar preconceito com a idade avançada. Um ponto preocupante, uma vez que os idosos agregam às empresas experiência e comprometimento, ao lado do entusiasmo e euforia dos mais jovens.

Em Goiás, o cenário é mais positivo. Desde 2017, o Bretas, que integra a Cencosud Brasil, desenvolve o projeto Talentos Experientes, que incentiva a contratação de profissionais acima desta faixa etária e também realiza ações com foco na qualidade de vida deste público nas comunidades onde está . Os números são significativos em Goiás. Apenas nas lojas goianas trabalham 173  pessoas acima de 50 anos.

Clara Maria da Silva, de 63 anos, é repositora. A colaboradora se aposentou em 2017, e mesmo assim continuou trabalhando. “Não dou conta de ficar quieta em casa. Gosto muito de trabalhar”, afirma. Dona Clara, como é mais conhecida, trabalha no Bretas desde 2003 e conta que a renda do trabalho a ajuda em casa, em especial  para cuidar da netinha que mora com ela.  “Minha saúde é muito boa, não penso em parar de trabalhar tão cedo”. Para entrar às 6 horas na loja, ela acorda todos os dias as 4h25 para se arrumar.

A Cencosud Brasil aproveita o turnover do negócio para contratar profissionais acima de 50 anos para trabalhar. “Após certa idade, muitos não conseguem recolocação no mercado de trabalho, reduzindo seu poder de compra e qualidade de vida. O varejo é tido como maior empregador privado do país e, por meio deste programa, temos a oportunidade de fazer a diferença”, afirma Wanderson Ferreira, gerente de Recursos Humanos da Rede Bretas. Os interessados podem cadastrar currículo no Banco de Talentos pelo site www.vagas.com.br/cencosudbrasil

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO