Cidades

Suspeito de feminicídio liga pra filha da vítima e confessa o crime

Vítima tinha registrado várias ocorrências de agressão contra o suspeito

diario da manha
Foto: Reprodução

Uma mulher foi morta pelo companheiro no último domingo (15/12) no Jardim Curitiba I, região noroeste da capital. Após o crime o suspeito do feminicídio ligou para uma das filhas da vítima, informou sobre o crime e pediu desculpas pelo ocorrido.

O delegado plantonista da Delegacia Estadual de Homicídios (DIH) Rhaniel acompanhado por dois agentes da DIH, estiveram no local, após receber informações do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) sobre um homicídio em uma casa no Jardim Curitiba I.

A equipe policial informou que a vítima foi identificada como Andreia Messias de Aguiar, de 42 anos, e foi encontrada caída no chão da cozinha de sua residência. Testemunhas contaram à polícia que após o crime o suspeito ligou para a filha da vítima por volta das 13h para confessar o homicídio e pedir desculpas por ter matado a sua mãe.

Após a ligação do suspeito de feminicídio, filha de Andreia foi para casa da mãe

A filha de Andreia após receber a ligação foi até a casa da mãe com um amigo e, pediu para que ele pulasse o muro para ver a situação. O rapaz encontrou a vítima caída no chão e chamou o socorro, mas Andreia não apresentava sinais vitais.

De acordo com a polícia, o autor provavelmente usou uma faca para matar a companheira. Conforme as informações repassadas, na residência apenas suspeito e vítima moravam no local, e as brigas entre o casal eram constantes.

A polícia afirmou que haviam registros de ocorrência de agressão do autor contra a vítima, e que as brigas entre o casal eram em razão de bens e também pelos filhos. Segundo as informações divulgadas, Andreia tinha três filhos de outros relacionamento e o autor um de outra relação.

O suspeito fugiu após o crime, a equipe policial tentou efetuar a prisão do indivíduo em flagrante, mas sem sucesso e nenhum objeto foi apreendido. A equipe do Instituto Médico Legal (IML) fez a perícia no local e a remoção do corpo. O caso é investigado pela DIH.

Comentários