Cidades

Jovem é morto a tiros após agredir e esfaquear ex-namorada

O caso deve ser registrado como homicídio e o delegado que ficar responsável pela investigação vai apurar se houve ou não “legítima defesa”

diario da manha
Foto: Reprodução

No último sábado (7/12), um jovem de 22 anos foi morto a tiros após agredir a ex-namorada na frente do pai dela, no setor Morada do Sol, em Goiânia. O pai da jovem é o principal suspeito do crime, já que, teria defendido a filha ao vê-la sendo espancada e esfaqueada.

O homem foi embora do local logo após o homicídio e não foi encontrado até a tarde de domingo (8/12). De acordo com a polícia, o jovem foi à casa da ex e entrou lá pulando o muro.

A menina estava conversando com a mãe ao telefone quando o rapaz entrou, tomou o telefone das mãos dela e disse à mãe dela, do outro lado da linha: “Você não sabe o que está acontecendo não, eu vou matar todo mundo”.

Jovem que foi morto a tiros usava tornozeleira eletrônica

O jovem usava uma tornozeleira eletrônica e estava com uma faca. De acordo com a polícia, ele espancou e esfaqueou a ex-namorada até que o pai dela chegou à sala da casa e presenciou a cena.

O pai da moça pegou uma arma que tinha em casa e atirou contra o ex-namorado, que morreu no local. A menina foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás (CBMGO) e levada ao Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia.

O caso deve ser registrado como homicídio e o delegado que ficar responsável pela investigação vai apurar se houve ou não “legítima defesa”.

Com informações do G1

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO