Cidades

Homem que espancou estudante por defender a namorada é condenado

Réu e um grupo de amigos assediaram a namorada da vítima, que foi tirar satisfação com os rapazes e foi agredido juntamente com sua mãe

diario da manha
Foto: Reprodução

Edmar Aparecido Borges foi condenado a quatro de anos prisão em regime aberto, pelo Júri Popular, nesta quinta-feira (5/12) por lesão corporal gravíssima, no caso em que espancou com um grupo de amigos um estudante de enfermagem, em abril deste ano, em Goiânia.

O júri foi presidido pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara e teve início na manhã de hoje. O caso foi registrado em Abri deste ano, quando o estudante de enfermagem caminhava com a namorada até um ponto de ônibus no setor Estrela Dalva, na capital.

Nesse momento Edmar e um grupo de amigos assediaram a namorada do rapaz. Após a moça embarcar em um ônibus, o rapaz foi tirar satisfação com o grupo e foi agredido pelo réu e os outros suspeitos.

Estudante de enfermagem foi agredido junto com a mãe que foi defendê-lo

Conforme relatado por testemunhas na época, o estudante foi agredido com tábuas e até uma cadeira. A mãe da vítima entrou no meio para ajudar e também foi agredida pelo grupo. Os dois foram submetidos ao exame de corpo de delito que comprovou que o rapaz quebrou a mandíbula, quatro dentes e teve luxação no ombro.

Edmar foi preso em flagrante e indiciado pela Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) por tentativa de homicídio. Apesar do indiciamento, o júri não entendeu a pratica como tentativa e absolveu Edmar dessa acusação e o condenou a quatro anos de prisão por lesão corporal gravíssima.

Na decisão o juiz Jesseir que presidiu o júri coloca que o réu vai cumprir a pena em regime aberto e, que a pena deve ser cumprida na Casa do Albergado, conforme consta no artigo 33 do Código Penal Brasileiro (CPB).

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO