Cidades

Suspeitos fingem ser policiais e matam homem, em Caldas Novas

Namorada da vítima e filho de três anos foram colocado em um quarto no momento do assassinato

diario da manha
Foto: Reprodução

Um homem foi morto a tiros na tarde desta segunda-feira (4/11) dentro da sua residência, após dois homens se passarem por policiais, e invadir a residência onde ele morava em Caldas Novas, a 152 quilômetros da capital.

Uma viatura da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) acionada por meio do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), estiveram no local e encontraram uma testemunha do caso, que relatou como os suspeitos chegaram a residência e mataram Kleber Oliveira Veiga Costa.

De acordo com a testemunha que era a namorada de Kleber, ela disse aos policiais, que dois homens chegaram e informaram serem policiais e na sequência arrombaram o portão da casa e afirmaram que a residência estava cercada.

Casa foi revirada pelos suspeitos antes do assassinato

Conforme o relato da moça, após a casa ser invadida pelos suspeitos, a residência foi completamente revirada por eles. A testemunha afirmou que em determinado momento, os suspeitos pediram para que ela e o filho de apenas três anos fossem para um quarto. Em seguida os dois indivíduos pediram para que Kleber deitasse no chão.

De acordo com a jovem, após ficar no quarto com o filho, e a vítima ser obrigada a deitar no chão pelos suspeitos, ela ouviu quatro disparos de arma de fogo. A equipe policial que esteve no local encontrou Kleber no chão e sem os sinais vitais.

Conforme divulgado pela Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), Kleber foi atingido na cabeça e no braço. No local do crime foram apreendidas duas cápsulas de calibre 9 milímetros e um projetil deflagrado. O Instituto Médico Legal (IML) esteve no local e fez a remoção do corpo da vítima.

O caso é investigado pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Caldas Novas e não informações sobre a motivação e autoria do crime.

Comentários