Cidades

Confusão acaba com homem morto em Iporá

Vítima foi ameaçada pelos suspeitos durante a tarde

diario da manha
Foto: Reprodução

Um homem foi morto a tiros na noite da última quinta-feira (3/10), em Iporá, a 216 quilômetros de Goiânia. A principal motivação para o crime levantada pela polícia, foi uma confusão com um casal, onde a mulher do casal chegou a ser acusada de furto de residência pela família da vítima.

De acordo com as informações da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), uma equipe da PM esteve no local do crime e encontrou a vítima no chão, no fundo de sua residência com um ferimento de arma de fogo no tórax e com sangramento no rosto.

A nora da vítima, que não teve o nome divulgado, contou aos policiais desconfiar quem seria o suspeito do crime. Conforme a testemunha, o suspeito, um homem que trabalhou na fazenda onde mora. De acordo com a nora, ela trabalhou como domestica na casa do suspeito, mas foi mandada embora acusada pelos donos da residência de roubar pertences dos proprietários.

A testemunha contou aos policiais que há algum tempo depois os ex-patrões estiveram em sua residência para entregar alguns de seus pertences, mas na ocasião seu marido agrediu o seu ex-chefe com socos e chutes. Na ocasião o ex-patrão voltou para fazenda e encontrou um outro funcionário de sua propriedade que comprou a briga.

Conforme o relato da proprietária da fazenda, na tarde de ontem, ela entregou R$ 50 ao funcionário, que foi juntamente com seu companheiro a Iporá, mas retornaram por volta das 20h15 da noite, bastante nervosos, porém não relataram o que havia ocorrido. A polícia afirmou que os dois suspeitos deixaram a cerca da fazenda aberta, momento que os dois rapazes e a mulher foram fechar a porteira e foram abordados pela equipe policial.

Vítima foi ameaçada por um dos suspeitos durante a tarde

De acordo com a polícia no momento da abordagem foi encontrada uma arma calibre 22, uma lata com 43 munições e uma munição intacta, uma peruca e duas malas com roupas preparadas para fuga. O outro casal envolvido na ocorrência afirmou que durante a tarde, o suspeito passou e fez ameaças a vítima, inclusive com gesto de arma para o fazendeiro.

Conforme eles, o alvo dos suspeitos era o casal, mas como eles não estavam na residência no momento, o primeiro que eles encontraram na casa, foi a vítima que foi atingida com um tiro no tórax. Os suspeitos do crime foram presos e durante seus depoimentos contaram versões contrárias. O primeiro indivíduo relatou que estava dirigindo o carro, mas o comparsa afirma que era ele que conduzia o veículo no momento dos disparos.

A equipe policial então conduziu os envolvidos à Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante e além da arma, peruca e munição também foram apreendidos R$ 472,00 com os dois suspeitos.

Comentários