Cidades

Líder de igreja é preso por dar golpe de R$ 1,5 milhão, em Goiânia

Suspeitos vendiam gado, mas não entregavam os animais aos compradores.

diario da manha
Foto: Reprodução

Uma operação da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) deflagrada na última sexta-feira (26/7) terminou com a prisão do líder de uma igreja da capital, suspeito de liderar um grupo de estelionatários, que aplicavam golpes na venda de gado e que provocaram um prejuízo de aproximadamente R$ 1,5 milhão.

A operação que foi coordenada pelo delegado Carlos Caetano da 4ª Delegacia de Polícia de Goiânia (DP), que investiga o caso, apontou que os envolvidos vendiam os animais e que após as vítimas pagarem pelo gado, a mercadoria não era entregue aos compradores.

Conforme divulgado pela polícia, o líder do grupo identificado como Helder Araújo, foi preso no cumprimento do mandado de prisão em seu desfavor. A polícia afirmou que três vítimas foram ouvidas até agora, mas o delegado acredita que o número de lesados pelo grupo criminoso é ainda maior.

Líder de igreja foi preso e veículos encontrados em sua residência apreendidos durante a operação

Além da prisão do líder do grupo criminoso, foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa dos envolvidos e três veículos apreendidos, uma caminhonete VW/Amarok, um Fiat/UP e uma moto da marca Lander. Além dos mandados de busca e apreensão e de prisão contra os envolvidos, as contas bancárias dos suspeitos de integrarem a organização criminosa foram bloqueadas.

Conforme as investigações, outra integrante do grupo criminoso, não foi presa, pois está foragida e residindo em Londres, na Inglaterra. A polícia acredita que por estar em liberdade, a investigada Meire Monteiros continue aplicando o golpe.

O resultado completo da operação vai ser divulgado durante uma entrevista coletiva no 4 DP, na manhã desta segunda-feira (29/7).

Comentários