Brasil

Padrasto agride enteado durante aula online

Conselho Tutelar foi informado pela escola do menino, e orientou que a instituição de ensino pedisse aos alunos para não compartilharem as imagens

diario da manha
Foto: Reprodução

As imagens de um adolescente, de 13 anos, nas quais ele aparece sendo agredido pelo padrasto durante uma aula online no Rio Grande do Sul, são investigadas pela Polícia Civil e o Ministério Público do Rio Grande do Sul. De acordo com as informações divulgadas, o caso ocorreu no dia 12 deste mês, mas só veio à tona agora e foi registrado durante uma aula de uma escola particular da cidade de Erechim.

O Conselho Tutelar da cidade confirmou a autenticidade das imagens, e que no vídeo é possível ver o padrasto discutindo com o enteado, e depois o puxa da frente do computador. O adolescente retorna para a aula momentos depois, mas novamente o suspeito das agressões puxa o jovem pelo cabelo.

Após receber as filmagens sobre o caso o Conselho Tutelar pediu para o MP, encaminhar um pedido para que as imagens fossem removidas das redes sociais, e que a escola orientassem aos seus alunos para não divulgarem as cenas.

A própria instituição de ensino foi a responsável por acionar o Conselho Tutelar, e avisou a mãe do menino sobre as agressões. De acordo com as informações divulgadas, a mãe do adolescente registrou um boletim de ocorrência contra o suspeito, e o inquérito policial foi aberto. A delegada do caso Raquel Kolberg não deu mais detalhes do caso por se tratar de um menor, e por essa razão o mesmo corre em sigilo.

Leia também:

Comentários