Brasil

No dia Nacional do livro infantil, profissionais reforçam a importância da leitura na vida das crianças

Segundo o psicólogo, mestre em educação, Paulo veras, a leitura desperta muitas qualidades e habilidades que a criança precisa para o próprio crescimento.

diario da manha

O Dia Nacional do Livro Infantil é comemorado anualmente em 18 de abril, dia em que nasceu o escritor Monteiro Lobato, considerado o pai da literatura brasileira.

Para estimular a leitura infantil a Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato, inaugurou neste sábado (17), a 10ª Exposição Cores e Formas que conta histórias de forma online e gratuita em seu site.

Biblioteca infantojuvenil Monteiro Lobato realiza exposição.
Foto: Reprodução/Instagram.

De acordo com o psicólogo, mestre em educação, Paulo Veras, ler deve ser um hábito que a gente leve para a vida inteira, pois, é importante e saudável em todos os tempos. “A criança que lê vai ter favorecimento em várias áreas de sua formação, estimular a criatividade e aprender elementos culturais. Sobretudo à partir da leitura, a criança vai conhecendo um mundo que talvez ela não teve a oportunidade de conhecer”, afirma.

Paulo Veras, psicólogo, mestre em educação.
Foto: Arquivo pessoal.

Segundo a coordenadora do Programa Criança Feliz em Aragoiânia, Elisionar Felizardo Cintra, quanto mais cedo oferecemos a leitura a nossas crianças, mais cedo elas se tornarão seres autônomos, capazes de atuar com êxito no mundo em que vivemos. “O livro é uma janela para o mundo, que nos leva a diversas situações, lugares, culturas, conhecimentos. Através dele aprimoramos o presente, ao mesmo tempo que deixamos um legado para melhorias no futuro”, afirma Elisionar.

A estudante de pedagogia, Tatiane Soares Gil, afirma que a literatura é muito importante e contribui para o conhecimento, recreação, informação e interação necessária no ato de perceber e atribuir significados, através de uma conjunção de fatores pessoais. “Ler é interpretar e esse processo leva o indivíduo a uma compreensão particular da realidade”, diz Tatiane.

Tatiane Soares Gil, estudante de pedagogia.
Foto: Arquivo pessoal.

Paulo Veras diz que com a leitura, “a criança aumenta a criatividade e, ao mesmo tempo ela aumenta a imaginação, e isso é muito rico porque a imaginação está muito ligada à inteligência, então, quanto mais capacidade imaginativa a criança tem, mais chances ela tem de aprender e de reproduzir o que está aprendendo. Sobretudo é na leitura que a criança é estimulada a ter atitudes éticas, de respeito, de olhar o outro e de empatia”, afirma.

De acordo com o psicólogo, a leitura é algo recreativo, que interage, influencia positivamente no desenvolvimento das crianças, seja social, funcional ou cognitivo. “ Então os pais precisam desde muito cedo, ter claro a importância que a leitura tem na vida da criança, isso deve ser um hábito, inclusive é importante que os pais criem uma rotina diária para a crinça ler”, afirma Paulo Veras.

Foto: Pixabay.

Elisionar conta que, para estimular o hábito de leitura nas crianças atendidas pelo Programa Criança Feliz, no contexto atual de pandemia da Covid-19, tem sido enviado sugestões de leituras através de PDF.

“E em outros momentos, além do PDF emprestamos alguns poucos exemplares que dispomos. Porém nosso objetivo além de estimular vínculos, é trabalhar o desenvolvimento infantil e orientar em relação aos direitos. De modo que a família faça isso com o que tem em casa, dentro de sua realidade. Para isso, podemos usar jornais, revistas, panfletos e vários outros recursos. Adaptando as leituras, recortes com colagens onde podem ser criadas histórias e várias outras atividades adequadas as faixas etárias que atendemos”, finaliza a coordenadora.

Comentários