Brasil

Bolsonaro garante que não terá ''lockdown nacional''

Atualmente, o Brasil tem mais de 13,1 milhões de casos confirmados da doença e 4,2 mil óbitos provocados pela Covid-19

diario da manha

Nesta quarta-feira (7). em viagem a Chapecó-SC, o presidente Jair Bolsonaro ( sem partido), novamente fez críticas aos decretos de isolamento social, medida que foi adotada para conter a disseminação da pandemia do coronavírus no Brasil. O presidente descartou um lockdown nacional.

”Não vai ter lockdown nacional, como alguns ousam dizer por aí, que as Forças Armadas deveriam ajudar governadores em medidas restritivas. O nosso Exército Brasileiro não vai à rua para manter o povo dentro de casa”, afirmou Bolsonaro.

Atualmente, o Brasil tem mais de 13,1 milhões de casos confirmados da doença e 4,2 mil óbitos provocados pela Covid-19. O Ministério da Saúde aplicou 23 milhões de doses da vacina, incluindo primeira e segunda doses. O Brasil, atualmente é o epicentro da doença no mundo.

O presidente Jair Bolsonaro, desde o inicio da pandemia manifestou-se contrariamente a medidas como isolamento social, fechamento de comércios e até o uso de máscara. Bolsonaro chegou a recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF), para derrubar decretos de governadores.

Visita ao Sul do país

Jair Bolsonaro visitou o Centro Avançado de Atendimento à Covid-19 no estado. Após a cidade de Chapecó, o presidente terá agenda em Foz do Iguaçu (PR), para acompanhar o término da obra da pista de pouso e decolagem, e também inaugurar o novo pátio de manobras e a duplicação da via de acesso ao aeroporto da região.

À noite, em São Paulo, o presidente vai se reunir com grandes empresários brasileiros. O objetivo do encontro, articulado pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, é reaproximar o mandatário da República dos responsáveis pelo mercado financeiro.

Comentários