Brasil

Se as forças armadas forem 'indisciplinadas', Mourão diz que democracia fica comprometida

O vice-presidente afirmou que as Forças Armadas no Brasil são disciplinadas e não têm lado político

diario da manha

Nesta terça-feira (19), o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou que a democracia fica comprometida se as Forças Armadas forem “indisciplinadas” ou comprometidas com “projetos ideológicos”. As informações são do Portal G1.

Na chegada ao Palácio do Planalto, Mourão foi questionado por jornalistas sobre a declaração do presidente Jair Bolsonaro de que “quem decide se um povo vai viver numa democracia ou numa ditadura são as suas Forças Armadas”.

“O presidente já tocou neste assunto várias vezes. É óbvio que se você tiver Forças Armadas indisciplinadas ou comprometidas com projetos ideológicos, a democracia fica comprometida, né? Não é o caso aqui no Brasil, obviamente. Mas nós temos nosso vizinho aí, a Venezuela, que vive uma situação dessas aí”, declarou Mourão.

O vice-presidente afirmou que as Forças Armadas no Brasil são disciplinadas e não têm lado político.

“As Forças Armadas são totalmente despolitizadas. Não estão comprometidas com nenhum projeto ideológico. As Forças Armadas estão comprometidas com a missão delas. Já foi dito isso, várias vezes, pelo ministro da Defesa e pelos comandantes de Força”, completou o vice.

Declaração de Bolsonaro sobre democracia

Na segunda-feira (18), o presidente falou sobre sua visão de Forças Armadas e democracia, ao deixar a residência oficial do Palácio da Alvorada e conversar com apoiadores.

“Quem decide se povo vai viver numa democracia ou numa ditadura são as suas Forças Armadas. Não tem ditadura onde as Forças Armadas não apoiam. No Brasil, temos liberdade ainda. Se nós não reconhecermos o valor desses homens e mulheres que estão lá, tudo pode mudar”, afirmou Bolsonaro na ocasião.

Comentários