Brasil

ENEM 2020 é suspenso no Amazonas pela Justiça Federal

Juiz levou em consideração o surto de casos de Covid-19 no estado

diario da manha
Foto: Reprodução

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM 2020) foi suspenso pela Justiça Federal no Amazonas. A liminar suspendo a prova que vai ser aplicada no domingo dia (17) foi concedida pelo juiz federal José Ricardo Sales na noite da última quarta-feira (13).

Conforme publicado pelo portal de notícias G1, a liminar determina que as provas ficam suspensas no estado durante o período de calamidade pública, com pena de R$ 100 mil por dia em caso de descumprimento, por até 30 dias.

O juiz afirmou em sua decisão que a segunda onda e o surto de casos de Covid-19 foram primordiais para conceder a liminar. Vale ressaltar que até quarta-feira (13) mais de 219 mil pessoas contraíram o vírus no estado, e mais de 5,8 mil pessoas morreram devido a doença.

Justiça Federal em São Paulo havia negado suspender o ENEM 2020 na terça, antes da decisão de suspensão no Amazonas

Na capital Manaus o número de mortos pela Covid-19 passa de 3,8 mil e hospitais e cemitérios voltaram a ficar lotados devido a segunda onda de casos da doença. Com o surto de casos e mortes provocados pela doença em Manaus, a Prefeitura não liberou as escolas municiais para a realização de exames para detectar o vírus.

Vale ressaltar que o Amazonas foi o único estado até o momento a ter as provas do ENEM 2020 suspensas, e que na terça-feira (12) a Justiça Federal em São Paulo negou o pedido para que o exame fosse adiado. As provas do ENEM presenciais estão marcadas para acontecer no próximo domingo (17) e a segunda no dia (24).

Vale ressaltar que se uma cidade tiver um alto grau de contágio da doença e que possa justificar medidas de circulação, às autoridades locais podem impedir a aplicação da prova. E caso isso venha a ocorrer, o Inep que aplica a prova, é obrigado a reaplicar o ENEM, em uma data ainda não definida.

Comentários