Brasil

Sara Winter diz não reconhecer mais Bolsonaro: "Não posso mais contar com ele"

diario da manha

A apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e militante de extrema-direita, Sara Winter, usou as redes sociais para desabafar sobre como está sendo tratada pelo governo. Sara disse não reconhecer mais o Bolsonaro.

“Não sei mais quem ele (Bolsonaro) é. O homem que eu decidi entregar meu destino e vida para proteger um legado conservador”, disse.

Além disso, Winter criticou a ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. “ Muita gente me perguntou o que foi feito, quem nos apoiou, da parte do ministério da Damares: nada foi feito. Nenhuma visita da Damares, nada (…)”, disse.

Leia também: Bolsonaro sobre reeleição: “Nem sei se vou ser candidato em 2022”

“Tem horas que eu só queria gritar e gritar e gritar e gritar para alguém me ajudar, mas não existe esse alguém, sabe?. Aí eu lembro e volto para os conselhos do meu psiquiatra e vou ter que levantar e vou ter que resolver os meus problemas. E não tem Bolsonaro para ajudar, e não tem Damares para ajudar”, completou, chorando e afirmando estar com depressão.

Em outro trecho do longo depoimento, a bolsonarista também disse querer “um Brasil livre do comunismo e do aborto” e que “nem no governo Jair existem direitos humanos para os conservadores.

Confira o desabafo completo:

Sara Winter diz não reconhecer mais Bolsonaro: “Não posso mais contar com ele”

Comentários