Brasil

Agrodefesa analisa sementes misteriosas que clientes receberam com outras mercadorias

As sementes já foram encontradas em cincos estados

diario da manha

Há registro de recebimento de sementes misteriosas em cinco estados, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, e Mato Grosso do Sul (MS), essas sementes serão estudadas para diagnóstico fitossanitário e identificação das espécies.

Todo o material será enviado ao laboratório federal da Agrodefesa, em Goiânia. Na ultima sexta-feira (25), o laboratório goiano recebeu as primeiras sementes que foram identificadas no Mato Grosso do Sul. O material deve ser analisado nesta semana.

De acordo com os órgãos, as sementes estão chegando em residências ou propriedades rurais sem que seja feito o pedido, jutamente com outras mercadorias .

A Agrodefesa e o Ministério da Agricultura alertam para os riscos da manipulação desses materiais ainda não identificados, como a possibilidade da entrada de pragas ou doenças que não existem ou estão erradicadas no país, a orientação é para que não abram, plantem ou joguem fora as sementes.

O recebimento de materiais como sementes sem a devida identificação e solicitação podem levar a riscos como disseminação de pragas e introdução de espécies exóticas. Isso pode dizimar culturas e causar sérios danos na agricultura e meio ambiente.

Essas embalagens podem estar contaminadas por vírus ou bactérias. A própria semente também pode ter sido tratada por algum defensivo que possa ser prejudicial a saúde, explica o chefe de defesa agropecuária do Mapa em goiás, André Brandão Alves.

De acordo com o especialista, quem receber essas sementes deve levá-las para as unidades regionais da Agrodefesa ou diretamente a superintendência federal de agricultura.

Comentários