Brasil

Homem que espancou modelo trans é reconhecido por fotos

As imagens foram mostradas à vítima na 13ª Delegacia de Polícia (DP) de Copacabana, local onde houve o registro do caso. Além da modelo ter o nariz e o maxilar quebrados, ela também foi roubada

diario da manha
Alice Felis foi agredida em seu próprio apartamento, no Rio de Janeiro. Foto: Reprodução/TV Globo

O homem que agrediu a modelo trans Alice Felis no último domingo (16) foi reconhecido por ela por meio de fotos. As imagens foram mostradas à vítima na 13ª Delegacia de Polícia (DP) de Copacabana, local onde houve o registro do caso. Conforme informações do G1, além da modelo ter o nariz e o maxilar quebrados, ela também foi roubada. O suspeito deve responder por tentativa de latrocínio, de acordo com o portal.

Foto: Reprodução/Rede sociais

Conforme a reportagem, a advogada da vítima, Feh Oliveira, apontou que elas retornaram à delegacia depois que registraram o caso. Dessa forma, foi possível realizar o reconhecimento do homem.

“Ele já tinha passagem pela polícia por furto, por roubos. É uma pessoa conhecida em Copacabana, acostumado a aplicar golpes em travestis, em transsexuais. Então, a partir do momento que ela fez o reconhecimento, a delegada solicitou a prisão provisória dele”, ressaltou a advogada ao G1 Rio.

Segundo a matéria, a modelo e o suspeito se conheceram na noite do último sábado (15), em um bar na Rua Miguel Lemos. Após conversarem, decidiram ir até a casa de Alice. Conforme ela pontuou à publicação, depois que beberam as agressões iniciaram.

“Veio o filme de tudo o que eu já passei, de tudo que eu já enfrentei para ser que eu sou, sabe? Não é muita coisa e, ainda assim, você sofre preconceito, sabe? Da sociedade, das pessoas. E por mais que você faça o bem, por mais que você seja uma pessoa boa, sempre vai ter uma pessoa que vai te atirar uma pedra, vai te discriminar e vai te maltratar simplesmente pelo fato de você querer ser feliz da forma que você quer”, contou ao G1.

Comentários