Brasil

Padre chama Bolsonaro de bandido e convoca quem o elegeu a se confessar

diario da manha

Um padre da cidade de Arthur Nogueira, interior de São Paulo, chamou atenção durante a missa que aconteceu na última quinta-feira (02), transmitida pela internet. O líder religioso passou um sermão em sua homilia e disse aos fiéis que votaram em Jair Bolsonaro que eles deveriam se confessar.

“Um país que já chegou a 60 mil mortos pela pandemia, e não temos um ministro da Saúde. Vocês querem que eu fale aquilo que todo mundo fala, que não deixam ele trabalhar? Não! Bolsonaro não presta. Bolsonaro não vale nada. E quem votou nele devia se confessar, pedir perdão a Deus pelo pecado que cometeu, porque elegeu um bandido para presidente”, pregou o pároco.

Leia também: Gusttavo Lima atropela ciclista ao sair de fazenda em Bela Vista de Goiás

Durante a missa, o padre afirmou que Jesus morreu crucificado por “dizer a verdade”, antes de reclamar do governo Bolsonaro pela má gestão da pandemia do novo coronavírus. Mesmo sendo alertado por fiéis e até pela própria mãe, Tagliaferro não economizou no tom crítico ao presidente.

“Muitas pessoas dizem: padre, cuidado com o que você fala na homilia porque tem gente que não gosta. Ué, o que a gente tem que falar na homilia, senão aquilo que Deus nos pede para falar. Se a gente tá vendo que o governo não presta, o padre não pode falar que o governo não presta porque o povo não quer ouvir isso?”, perguntou.

Comentários