Brasil

Sobre Cultura, Fontenelle dispara: 'Bolsonaro quer alguém que acate suas ordens'

diario da manha

Na manhã desta quarta-feira (20), Regina Duarte anunciou sua demissão do Ministério da Cultura. O assunto foi um dos mais comentados do dia em todas as redes sociais. Forte apoiadora de Jair Bolsonaro nas eleições, Antônia Fontenelle comentou sobre o cargo de secretária da Cultura e disse que jamais aceitaria a função, caso fosse convidada.

“Eu jamais aceitaria o cargo por ter plena consciência da minha incapacidade, afinal precisamos tirar a cultura de um país do CTI. Mas devo acrescentar que se o presidente errar mais uma vez na sua escolha colocando alguma marionete na pasta, vou ter que me opor e vou pro fronte, e brigar pelo que é certo. Posso lhes afirmar que é minha especialidade, espero que não seja o necessário.”, disse a apresentadora.

Ao ser perguntada sobre quem ela acredita que deva ocupar o cargo, Antônia Fontenelle não deu nomes, mas ressaltou: “Muitos querem aparecer. E o Bolsonaro quer alguém que acate suas ordens.”.

Para o colunista Léo Dias, do site UOL, Fontenelle ainda completou: “A coisa está feia por lá. Ele não tem verba para a pasta.”.

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) afirmou que o ator Mário Frias é cotado para assumir o cargo de secretário de Cultura. Ele já demonstrava interesse em ocupar o cargo. “O que o Jair precisar, estou aqui. Pelo Brasil, faço o que for preciso. Respeito o Jair demais. Vejo o Brasil com chance de ser um país digno, respeitado, honesto, com uma democracia forte e consolidada”, disse o ator, em entrevista a CNN Brasil.

O ator Mário Frias deve assumir cargo de Regina Duarte no Ministério da Cultura (Foto: Reprodução/Interne)

Comentários