Brasil

Opas destaca preocupação com o Brasil

Opas reforçou hoje profunda preocupação com o ritmo da pandemia por coronavírus no Brasil

diario da manha

De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), em seu pronunciamento hoje (26), em coletiva de imprensa virtual, concluiu que a América Latina é o novo epicentro do novo coronavírus. Para a diretora da entidade e diretora Regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), Caressa Etienne e Marcos Espinal, diretor do Departamento de Doenças Transmissíveis da entidade, confirmaram que a Opas está preocupada com a situação no Brasil.

Para Etienne, o número de casos registrados no país na última semana é fator que demanda mais atenção no momento. “Na América do Sul, estamos particularmente preocupados que o número de novos casos registrados na semana passada no Brasil, e que tenha sido o mais alto em um período de sete dias, desde o início do surto”, ressaltou.

O Ministério da Saúde registrou ontem, segunda (25), 23.473 mortes em decorrência do Covid-19 no país, 807 delas confirmadas nas últimas 24 horas. O boletim diário da pasta destacou um total de 374.898 infectados pela doença no país. Segundo Espinal, não há vislumbre de uma melhora rápida no país.

Apesar disso, afirmou que o distanciamento social deve ser mantido no Brasil e que, para um maior controle, a realização de testes deve aumentar. “O tema chave no Brasil é aumentar o número de testes. Num país tão grande, em cidades tão populosas como São Paulo e Rio de Janeiro, é de uma importância vital implementar medidas para aumentar o número de testes e manter o distanciamento social”, afirmou.

Espinal ainda destacou que “seguimos trabalhando com o Brasil, mas é importante saber que a situação não melhorará na próxima semana, há um longo caminho a percorrer. A Opas está profundamente preocupada com a situação”, finalizou.

*Com informações do Uol

Comentários