Brasil

No vermelho Valdemiro Santiago se obriga a vender colchão na web

Essa é mais uma estratégia do apóstolo para arrecadar dinheiro para pagar as contas da denominação. O apostolo é aliado de primeira hora de Bolsonaro.

diario da manha

O líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, apóstolo Valdemiro Santiago está usando toda a sua criatividade para pagar as contas da sua denominação em meio a pandemia. No vermelho passou a topar tudo.

Durante os programas on-line, passou a circular a propaganda publicitária para vender colchão, protagonizada pelo próprio apóstolo.

“Estou aqui para falar de um assunto diferente, do colchão Sono Quality. Eu morava na infância num chão batido, numa esteira de taboa. Olha o que Deus fez na minha vida. Hoje eu posso dormir num Sono Quality”, anuncia ele. “É o que tem de mais avançado em tecnologia em matéria de colchão. E ele te proporciona uma sensação de bem-estar (…) Eu posso falar, porque eu tenho em casa, na minha suíte na igreja. Olha o que Deus faz na vida das pessoas. Ele vai te dar condição para você ter um também, principalmente nesse mês das mães”, prossegue, com o número da central de vendas aparecendo embaixo. No fim, aparece a imagem da marca, com o slogan: “É uma dádiva de Deus”.

As estratégias do apóstolo para arrecadar dinheiro já trouxe preocuapações na Justiça. Na última semana o Ministério Público Federal entrou com um pedido para que o MP estadual o investigue por suposta prática de estelionato por oferecer “sementes milagrosas” de feijão contra o coronavírus.

De acordo com o procurador Wellington Cabral Saraiva, ficou claro na pregação o apóstolo “usa de influência religiosa e da mística da religião para obter vantagem pessoal (ou em benefício da igreja), induzindo vítimas em erro, pois não há evidência conhecida de cura da Covid-19 por meio de alguma divindade nem por ingestão ou plantação de feijões mágicos”. Na última semana, o MPF deu cinco dias para que o vídeo do culto fosse retirado do Youtube.

Comentários