Brasil

Globo demite Zeca Camargo após 24 anos de emissora

diario da manha

O jornalista Zeca Camargo está fora do quadro de funcionários da rede Globo. A emissora não renovou o contrato com o apresentador depois de 24 anos.

Em 2019, circularam boatos de que a empresa teria tentado reduzir o salário de Camargo em menos da metade, que por sua vez não teria aceito. Estima-se que o apresentador tinha um salário de R$ 300 mil reais por mês.

Em nota oficial, Globo diz que a não renovação do contrato foi uma decisão interna.

“Em sintonia com as novas dinâmicas de parceria da Globo e do mercado, a decisão da não renovação do contrato foi feita em comum acordo entre o apresentador e a empresa, que continuará de portas abertas para possíveis projetos, em todas as plataformas”, consta.

A emissora deve fazer outros cortes nos próximos dias. 

Zeca Camargo estava no time de apresentadores do programa ‘É de Casa’. (Foto: Reprodução/Globo)

Leia a nota na íntegra:

Após 24 anos de uma trajetória conjunta, marcada por uma parceria de muito respeito e sucesso, o apresentador Zeca Camargo se despede da Globo.

Profissional multitalentoso, Zeca chegou à emissora em 1996 como apresentador e coordenador de projetos e novos formatos do Fantástico. No programa, foi responsável pela criação de diversas séries e comandou entrevistas com grandes artistas internacionais como Paul McCartney, Mick Jagger, Madonna e Lady Gaga. Levou sua paixão por viajar para o dominical nas centenas de viagens que fez através das séries ‘Aqui se Fala Português’ (1998), ‘A Fantástica Volta ao Mundo’ (2004), entre outras. Coube a Zeca também a apresentação do primeiro reality do país, ‘No Limite’, lançado em 2000. No gênero, ele comandou ainda ‘O Jogo’ e ‘Hipertensão’. Em 2013, Zeca deixou o Fantástico e partiu de vez para o entretenimento, quando assumiu a apresentação da nova fase do ‘Vídeo Show’. E em 2015 se juntou ao time de apresentadores do ‘É de Casa’, matinal que apresentou até o começo de maio, antes de sair de férias.

Em sintonia com as novas dinâmicas de parceria da Globo e do mercado, a decisão da não renovação do contrato foi feita em comum acordo entre o apresentador e a empresa, que continuará de portas abertas para possíveis projetos, em todas as plataformas.

“Levo as melhores lembranças desta parceria de 24 anos. Nessa colaboração, celebro a chance preciosa que tive de trabalhar num lugar tão aberto às boas ideias, onde elas ganharam espaço e repercussão. Lá cresci e me desenvolvi com profissionais incríveis, e sou especialmente grato, na minha trajetória, ao Luiz Nascimento, por todo o período do “Fantástico”; e ao Boninho, parceiro forte em várias frentes desde o sucesso de “No Limite”. E não deixa de ser um belo fechamento de ciclo eu me despedir agora, quando o “É De Casa” está sob o comando de Mariano Boni, com quem estabeleci um alinhamento forte desde meu primeiro dia na Globo, justamente na coordenação, em São Paulo, do ‘Fant’ (nosso nome carinhoso) naquele ano de 1996. Por todo esse aprendizado, só tenho gratidão, que levo comigo para novos projetos.”

Comentários