Brasil

Tropas da Força Nacional embarcam em direção ao Ceará nesta quinta

Após greve de policiais militares, o ministro da Justiça, Sergio Moro decide enviar Tropas da Força Nacional para o Ceará

diario da manha

Tropas da Força Nacional embarcaram nesta quinta-feira (20), no hangar da Polícia Federal em Brasília, em direção ao Ceará. Por volta das 8h agentes viajam com chegada prevista para 10h45. Outro grupo tem embarque marcado para as 15h.

O responsável pelo envio da Força Nacional para o nordeste foi o ministro da Justiça, Sergio Moro após autorização do governador Camilo Santana (PT). Na última quarta-feira (19), o senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) foi baleado ao tentar entrar com uma retroescavadeira em um batalhão da Polícia Militar em Sobral. Desde então, o Ceará enfrenta uma greve de policiais militares que reivindicam o aumento salarial.

Homens e mulheres da Força Nacional já haviam se deslocado para o Ceará nesta quarta. No entanto, por motivos de segurança, o Governo Federal decidiu não informar o tamanho do efetivo que irá atuar.

O Supremo Tribunal Federal (STF) considerou ilegais greves de policiais militares e agentes penitenciários, no ano de 2017. Por se tratar de aliados do Estado, a polícia não deve fazer paralisação, isso foi o que grande parte dos ministros entenderam. Essa decisão repercutiu, e vale para todos os casos de greve de polícias que cheguem à instância da Justiça.

Greve Policial

O projeto de aumento do salário de um soldado militar de R$ 3,2 mil para R$ 4,5 mil, em reajuste progressivo até 2022, prossegue na Assembleia Legislativa do Ceará.

Os policiais insatisfeitos com a proposta, realizam desde terça-feira (18) condutas que a Secretaria da Segurança Pública do Ceará considera “motim e “vandalismo”.

No primeiro dia de movimento, três policiais foram presos por cercarem veículo policial e furarem os pneus. O ato é uma tentativa ilegal para impedir a atuação dos policiais, segundo o governo do estado.

Nesta quarta-feira, por volta de quatro batalhões da Polícia Militar foram invadidos. Os homens que foram mascarados retiraram veículos das bases militares e rasgaram os pneus.

A abertura de processo disciplinar contra mais de 200 policiais dissidentes foi anunciada pelo governo do estado. Logo também a solicitação do reforço da Força Nacional e corte de repasse de verba para associações policiais que apoiam os atos grevistas.

*Com informações do G1

Comentários