Brasil

Jornalista é executado

O jornalista Léo Veras foi executado a tiros, na noite de quarta-feira (12/02) na cidade paraguaia de Pedro Juan Cabarello que faz fronteira com a cidade de Ponta Porã, no Estado do Mato Grosso do Sul. Léo Veras era dono do site Porã News, um dos principais jornais de Ponta Porã.

diario da manha
Foto: Repodução

O jornalista Léo Veras foi executado a tiros, na noite de quarta-feira (12/02) na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero que faz fronteira com a cidade de Ponta Porã, no Estado do Mato Grosso do Sul. Léo Veras era dono do site Porã News, um dos principais jornais de Ponta Porã.

De acordo com a polícia nacional paraguaia Léo Veras estava jantando com a família em uma residência do Jardim Aurora, quando três homens encapuzados invadiram o local e alvejaram a vítima.

O jornalista foi executado com 12 tiros de pistola 9 mm. Um dos disparos atingiu a cabeça dele. A vítima foi socorrida e levada ao hospital do Paraguai “Viva a Vida”, mas não resistiu.

O trio fugiu do endereço em um veículo Jeep modelo Cherokee, branco, e a criminosos ainda não foram encontrados.

Uma das linhas de investigação da policia aponta que o atentado pode ter sido por conta de um depoimento recente que ojornalista concedeu a Rede Record onde denunciava o tráfico de drogas na fronteira entre o Brasil e o Paraguai.

O Sindicato de Jornalista de Mato Grosso do Sul, repudiou o ato e pediu”severa investigação” para que o crime seja esclarecido e os responsáveis punidos.

Com informações do jornal Campo Grande News e Metrópoles

Comentários