Aparecida de Goiânia

Mulher teve clínica quebrada pelo marido na frente do filho, “Ele viu que só tinha purê"

Após o acontecimento a justiça concedeu medida protetiva a esteticista Patrícia Gonçalves

diario da manha
Patrícia Gonçalves Ferreira, de 32 anos, ao lado do esposo e filho, em Aparecida de Goiânia Foto/Reprodução - TV Anhanguera

A mulher teve a clínica de estética quebrada pelo marido por não ter feito almoço, disse que não tinha tinha o que cozinhar além de purê de batatas. Segundo ela, após acordar às 13h, o homem se irritou com a situação e, além de quebrar a porta do seu estabelecimento de trabalho, quebro o aparelho celular dela.

Emocionada, a esteticista Patrícia Gonçalves Ferreira, de 32 anos, contou que havia apenas purê de batatas.

A esteticista Patrícia Gonçalves Ferreira fica emocionada ao relatar o acontecimento
Foto/Reprodução – G1

“Ele viu que só tinha purê de batata para comer. Ele achou que eu não fiz mais porque não quis, mas fiz o que tinha para fazer”, disse a esteticista.

O caso aconteceu no começo da tarde de domingo (22), no Bairro Ilda. De acordo com o delegado, o homem, de 28 anos, foi preso em flagrante, após uma vizinha ouvir a discussão e acionar a Polícia Militar. Ele foi levado à delegacia, mas pagou fiança e foi liberado. O valor arbitrado não foi divulgado pela corporação.

Clínica de estética quebrada pelo esposo por ela não ter feito almoço em Aparecida de Goiânia
Foto/Reprodução – Metrópoles

A esteticista é casada com o homem há três anos. Em entrevista à TV Anhanguera, ela contou que no último ano de relacionamento as discussões e ameaças entre o casal ficaram mais intensas e que chegou a registrar um boletim de ocorrências contra o marido em fevereiro deste ano. Segundo ela, no dia da confusão, o marido a ofendia em voz alta.

“A gente começou a discutir por causa dos xingamentos que ele estava falando para mim. Me ofendendo muito, me difamando. Em tom muito alto. Todo mundo estava ouvindo”, disse a esteticista.

Após o acontecimento a justiça concedeu medida protetiva a esteticista.

O delegado Moacir Filho, responsável pelo caso, pediu uma medida protetiva à esteticista, que foi concedida pela Justiça. Entre as determinações impostas está o afastamento do lar, ou seja, o homem tem de sair da casa onde moram, assim que notificado.

Celular da vítima também foi danificado pelo esposo, em Aparecida de Goiânia
Foto/Reprodução – TV Anhanguera

Apesar da discussão, o investigador disse que não houve agressão física neste caso, apenas verbal e dano material. Uma perícia definirá o valor do prejuízo.

O delegado disse que ainda está ouvindo testemunhas e vizinhos para poder concluir o inquérito. Ele afirmou que, até o momento, não há elementos para que seja feito um pedido de prisão preventiva contra o suspeito, que poderá ser indiciado pelos crimes de dano e injúria.

*Com informações do G1 e Metrópoles

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Leia também:

Comentários