Aparecida de Goiânia

Mãe é presa suspeita de queimar corpo do filho recém nascido

diario da manha

Na última quarta feira (10), uma mulher foi presa suspeita de colocar fogo no corpo do filho recém nascido, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital. A mulher alega que o filho já havia nascido morto e que por isso o colocou em uma caixa no quintal de casa e ateou fogo. A mulher foi presa pelo crime pela Polícia Civil. A delegada responsável pelo caso investiga se o bebê de fato nasceu morto.

A mulher disse que a criança nasceu no dia 1° deste mês. Contudo, foi a família da suspeita que chamou a polícia após perceber que a mesma não estava mais grávida, porém não havia nenhum bebê. A delegada Bruna Coelho, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), informou que quando recebeu a denuncia e foi averiguar no local encontraram o bebê carbonizado.

De acordo os agentes, a mulher não responderá por homicídio ou infanticídio, pois o bebê nasceu há dias e não foi possível realizar o flagrante. Portanto, ela será julgada pelo crime de ocultação de cadáver, com pena de até três anos de detenção. Contudo, após ser presa a mulher pagou fiança e responde pelo crime em liberdade.

“Ela pagou fiança e foi liberada. Ela vai ser investigada por homicídio ou infanticídio também. Ela não justificou nada por ter feito isso. Ela diz que o bebê nasceu morto. Mas isso vai ser investigado por um exame que foi feito”, explicou a delegada.

Segundo o G1, o pai da criança tem mais dois filhos com a suspeita. Porém, eles estão brigados há cerca de 7 meses.

Leia também:

Comentários