Aparecida de Goiânia

Filhos do prefeito Gustavo Mendanha são diagnosticados com Covid

Apesar do prefeito e a esposa testarem negativo, eles seguem as restrições e o isolamento social

diario da manha
FOTO- Reprodução

O prefeito de Aparecida de GoiâniaGustavo Mendanha (MDB), se isola em casa com a família, após a mãe, Sônia Melo, de 61 anos e dois filhos, de 8 e 2 anos, serem diagnosticados com Covid-19, nessa terça-feira (9/3). Mendanha anunciou que seguirá com a agenda política em casa, seguindo todos os protocolos.

Luísa Mendanha, de 8 anos, e Emanuel Mendanha, de 2, testaram positivo. Por outro lado, o prefeito e a esposa, Mayara Mendanha, e o filho mais velho, Asafe, testaram negativo.

Embora não esteja contaminado, o político anunciou que vai seguir as recomendações das autoridades sanitárias e ficar em isolamento social. Diante da situação, ele pediu nas redes sociais, que as pessoas respeitem os protocolos de segurança.

O pai do prefeito, Léo Mendanha, também testou negativo. Porém apresentou alguns sintomas e fez uma tomografia na segunda-feira que constatou um comprometimento de 25% do pulmão. Segundo assessoria, todos estão com sintomas leves.

“Agora, ele e minha mãe estão em casa e se Deus quiser vão sair dessa. O que me conforta é que os irmãos dela (que também estavam com o vírus)

Estão passando pela doença sem maiores transtornos. Conto com a compreensão e as orações de todos”, pediu o prefeito, em rede social.

“Não quero isso para nenhuma família. Por favor, respeite os protocolos de segurança. Fique em Casa”, postou o prefeito.

Coronavírus em Goiás

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia, 51.186 pessoas contraíram a doença, desde o início da pandemia. Até a terça-feira (09), 707 morreram em decorrência da doença.

A taxa de ocupação de ainda continuam caóticas. 88%, dos leitos das unidades de tratamento intensivos, das redes públicas estão ocupados. Enquanto a rede privada registra 100% de ocupação.

Ainda na terça-feira foi aberto novos leitos para o tratamento de paciente com a doença. A cidade agora, passa a ter 140 vagas de UTI e 141 de enfermaria. São 122 UTIs no Hospital Municipal (Hmap) e 18 UTIs no Hospital Garavelo, unidade privada contratada pela prefeitura.

Comentários