Aparecida de Goiânia

Presos transmitem live enquanto realizam rebelião

Três presos ficaram feridos e foram levados para atendimento médico.

diario da manha

Na tarde da última sexta feira (19), os presos do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, organizaram uma rebelião. Em uma live transmitida de dentro da prisão, tiveram o alcance de quase 10 mil visualizações. Durante a confusão dentro da unidade prisional, três presos ficaram feridos e foram encaminhados para atendimento médico.

De acordo com o superintendente de segurança da penitenciária, Jonathan Marques, tudo começou por volta de 12:30, quando acontecia o banho de sol. Em nota, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária, informou que a confusão deu início na Ala A da Penitenciária Odenir Guimarães. Contudo, informaram também que a situação foi controlada às 15h45.

Jonathan Marques explicou ao G1 o que aconteceu:

“A confusão começou durante o banho de sol. Quando eles voltaram para as celas, quebraram partes da estrutura da penitenciária para arremessar contra os servidores. Foi usado armamento com bala de borracha para conter os ânimos, mas nenhum preso teve ferimento grave”

O superintendente também disse que os presos não apresentaram motivos para rebelião, e que foi um caso isolado, já que não houve participação da maioria dos detentos. No entanto, na transmissão ao vivo, vários presos reclamaram sobre a falta de banho de sol e que não estão recebendo comida e itens de higiene enviados pelos familiares. Na live de 45 minutos falaram também sobre a falta de contato com os parentes.

Em outro vídeo, alguns presos ateiam fogo em uma das alas enquanto outros circulam entre as celas. Sobre a live, o superintendente afirmou que os servidores realizam um trabalho árduo para evitar a entrada de materiais dentro do presídio. Entretanto, informou também que os bloqueadores de sinal não tem sido tão eficaz e que um novo método tem sido desenvolvido.

Mais sobre o caso

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Maxsuell Miranda das Neves, criticou a administração do presídio. “Essa rebelião hoje, preso fazendo live com 10 mil pessoas assistindo, isso é uma vergonha”, disse. Ele informou que houve troca de tiros dentro da unidade.

Equipes da cavalaria e tropa de choque também compareceram ao local para prestar apoio policial. Um helicóptero sobrevoou o presídio, acompanhando a movimentação, durante a tarde. Dezenas de familiares de presos foram para a porta do complexo em busca de informações sobre os detentos.


Comentários