Aparecida de Goiânia

Inauguração de praças em Aparecida é feita por videoconferência

As Praças Maurício Pedro Mendes, localizada no Setor Colina Azul; José Bonifácio, que fica no Bairro Independência Mansões; Luiz de Deus, na Vila Brasília e Praça Gislayne Timóteo Oliveira Bastos, situada no Jardim Alto Paraíso, estarão disponíveis para a população quando a Covid-19 passar

diario da manha
Foto: Divulgação/Secom

Para evitar aglomerações e conter a disseminação do novo coronavírus a Prefeitura de Aparecida de Goiânia inaugurou ontem (19) quatro praças de forma remota. O ato de entrega simbólica foi transmitido ao vivo pelas redes sociais da Prefeitura.

As Praças Maurício Pedro Mendes, localizada no Setor Colina Azul; José Bonifácio, que fica no Bairro Independência Mansões; Luiz de Deus, na Vila Brasília e Praça Gislayne Timóteo Oliveira Bastos, situada no Jardim Alto Paraíso, estarão disponíveis para a população quando a Covid-19 passar.

O evento inédito contou com a participação pela internet do secretário de Desenvolvimento Urbano, Max Menezes, além do presidente da Câmara Municipal de Aparecida, Vilmar Mariano (MDB), e dos vereadores do mesmo partido, André Fortaleza, Araújo e Arnaldo Leite.

Segundo a divulgação, a transmissão foi marcado por histórias contadas pelos moradores que são parentes das pessoas que emprestam seus nomes às praças.

Como por exemplo Kênia Lucena. Ela é neta de Luiz de Deus. Ele é homenageado pela praça que fica na esquina da rua Miracema com a Avenida São Paulo, no setor em que foi um dos precursores, a Vila Brasília. Luiz de Deus presidiu a associação dos moradores do bairro e buscou melhores condições para o local, conforme o site do município.

“Onde ele (Luiz de Deus) estiver, ele estará feliz com essa homenagem”, ressaltou Kênia Lucena ao portal da cidade.

O prefeito Gustavo Mendanha (MDB) apontou de seu gabinete que a entrega realizada desta maneira é uma atitude responsável, para diminuir o risco de contágio da Covid-19.

Além de representar, visualmente, uma mudança de paradigma para Aparecida. “Antes, era a cidade do asfalto, dos prédios. Agora, é também a cidade das flores”, disse Mendanha.

Comentários