Anápolis

Aprovado projeto que cria ‘Zap da Mulher’ em Anápolis

Proposta é facilitar acesso a informações de serviços ofertados à população feminina

diario da manha

Foi aprovado em 2º turno de votação, na sessão de segunda-feira (21) da Câmara Municipal de Anápolis, projeto de lei da vereadora Andreia Rezende (SD) que cria o ‘Zap da Mulher’, com o objetivo de integrar e facilitar o acesso aos serviços ofertados à população feminina.

A propositura estabelece que por meio do Whatsapp, ou outras plataformas, serão ofertadas informações atualizadas de todos os serviços disponibilizados pelo poder público municipal às mulheres. Esse rol pode ser ampliado através de parcerias com entidades ou empresas privadas.

Na justificativa do projeto de lei, Andreia frisa que sua proposta reconhece as necessidades das mulheres, proporcionando a elas facilidade no acesso aos serviços e informações.

MACHISMO NO AUTOMOBILISMO

A vereadora lembra que já há serviços de extrema relevância em Anápolis para a população feminina, como casa de acolhimento, centro de referência, apoio psicológico, delegacia especializada e assistência jurídica, entre outros, mas é preciso uma porta de acesso facilitado que reúna informações desses serviços, de como são realizadas as solicitações, documentos para aderir, horário de funcionamento e localização de cada órgão público direcionado à mulher.

“As políticas públicas para as mulheres apresentam como necessidade a conscientização e organização do coletivo de mulheres a respeito do lugar que ocupam para reprodução dos seus modos de vida na sociedade, bem como exige a conscientização dos direitos sociais e civis que possuem”, escreve a vereadora.

Andreia conclui: “para tanto, as políticas para as mulheres têm como pressuposto buscar a integração da organização coletiva das mulheres em ações sociais e a inserção em canais de participação, inovando em gestão e governabilidade”.

Comentários