Anápolis

Pai diz em depoimento que pode ter machucado a filha sem querer

Segundo as informações divulgadas, o pai da criança teria se abaixado para pegar um celular debaixo da cama, no momento que estava com a filha no colo

diario da manha
Foto: Reprodução/TV Anhnaguera

Desde a última segunda-feira, 10, um bebê com mais de 30 lesões segue internado no Hospital de Urgências da Região Noroeste Governador Otávio Lages de Siqueira (Hugol) em Goiânia. A suspeita é que a criança possa ter sofrendo com maus-tratos pelos pais, no entanto, o pai da menina em depoimento alega que pode ter ferido a filha sem querer.

De acordo com a publicação do G1, o pai da criança disse que estava com ela no colo e em determinando momento se abaixou para pegar um celular que estava debaixo da cama. O pai da menina foi o primeiro a ser ouvido pela Polícia Civil sobre o caso, a mãe da criança será ouvida nos próximos dias.

A criança chegou a unidade de saúde na noite de segunda-feira, após receber os primeiros cuidados médicos em uma Unidade de Pronto Atendimento Pediátrico, em Anápolis com as lesões pelo corpo. Uma médica da unidade percebeu a quantidade de ferimentos no corpo do bebê e chamou a polícia.

O caso foi informado também ao Conselho Tutelar da cidade, e a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Anápolis investiga o caso, com o intuito de descobrir o que ou como a menina teria se ferido. A criança segue internada no Hugol e seu estado de saúde é grave.

De acordo com o Boletim médico divulgado na noite de ontem, a menina seu estado de saúde é grave e ela segue sedada e intubada.

Leia também:

Comentários