Anápolis

Ossada de homem desaparecido é encontrada em Anápolis, diz polícia

A polícia identificou dois suspeitos, de 20 e 22 anos, que teriam participado do crime. Eles foram presos na última sexta-feira (9)

diario da manha
Técnico de recursos humanos, Alexandre Santos Almeida — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

A Polícia Civil encontrou uma ossada próximo à BR -414, em Anápolis, 55 km de Goiânia. Segundo informações do delegado Cleiton Lobo, a ossada se trata do técnico de recursos humanos, Alexandre Santos Almeida, de 36 anos, que estava desaparecido há 13 dias. Um exame de DNA ainda será feito.

No dia 28 de março, Alexandre foi levado de dentro de casa por criminosos que roubaram sua residência. Eles usaram o carro de Alexandre para fugir, além do veículo, os ladrões também levaram eletrodomésticos.

A polícia identificou dois suspeitos, de 20 e 22 anos, que teriam participado do crime. Eles foram presos na última sexta-feira (9). Segundo as investigações, os dois conheciam a vítima. Os nomes deles não foram divulgados.

Segundo a polícia, Alexandre teve as mãos amarradas antes de ser morto.  ”Para efetuar o roubo do veículo e dos pertences que estavam na casa do Alexandre, eles decidiram ceifar a vida dele. Usaram de asfixia. Um indivíduo asfixiou ele, colocaram a vítima no próprio carro, no porta-malas”, disse o delegado Cleiton Lobo.

Os suspeitos levaram os policiais até uma mata às margens da rodovia e apontaram o local exato onde a ossada da vítima estava. Agora, amostras serão encaminhadas para Goiânia, onde será feito o teste de DNA para confirmar a identidade da vítima

Comentários